Dicas

Contadores e empresários! Evitem esses 6 erros durante o processo de gestão de sua empresa

Escrito por Eficiência Fiscal

Talvez você não saiba, mas pode estar cometendo erros de contabilidade na sua empresa. Isso é grave, pois a contabilidade é uma parte essencial do empreendimento que, caso não funcione adequadamente, pode comprometer a empresa do ponto de vista legal e até mesmo estratégico.

Por isso saiba, agora mesmo, quais são os erros contábeis mais frequentes e entenda como é possível evitá-los, trazendo benefícios para a sua empresa. Acompanhe!

1. Não fazer um planejamento tributário

Este é o principal erro cometido pelas empresas. Sem um planejamento adequado, a companhia não se organiza em função dos tributos e acaba sendo impactada pela alta carga tributária. Em casos extremos, gestores acabam optando pela sonegação fiscal para evitar prejuízos e terminam com dívidas ainda maiores.

O planejamento tributário envolve práticas como o enquadramento tributário, algo essencial para reduzir a carga e identificar oportunidades legais para transformar as obrigações em diferenciais da empresa, como os incentivos fiscais.

2. Perder recibos

Pode soar estranho, mas ainda hoje muitas empresas enfrentam problemas com a Receita Federal por conta de recibos perdidos.

Este erro é praticamente inconcebível em tempos modernos, uma vez que é possível digitalizar todos os documentos, reduzindo os espaços para organizar os papéis. Assim, diante de qualquer erro ou diferença contábil apresentada, a empresa tem como resgatar os arquivos e comprovar os números dos demonstrativos financeiros.

Ter uma boa prática quanto aos documentos é fundamental para evitar multas e aumentar os valores dos tributos.

3. Pensar somente no curto prazo

Outro problema comum acontece quando o gestor decide cuidar somente do dia a dia da empresa e não investe no futuro. Questões como a identificação de riscos financeiros e estimativa de crescimento são tão importantes quanto “tirar as tarefas da frente”.

É comum ver empresas que crescem e se veem diante da dificuldade de adequar a equipe a uma nova demanda por espaço físico. Isso inviabiliza a adaptação ao novo ritmo de trabalho e tende a prejudicar o rendimento dos funcionários.

4. Contratar pessoas erradas

Acreditar que a contabilidade é de responsabilidade do gestor ou delegar as tarefas relativas à área a amigos ou parentes também costuma comprometer o futuro de uma organização.

A contabilidade é um dos setores fundamentais da empresa, responsável por mantê-la funcionando de acordo com a lei e por fornecer subsídios para uma melhor atuação do gestor. Por isso, o ideal é deixá-la sob o cuidado de especialistas, até mesmo para evitar a figura do chamado “gestor faz tudo”.

5. Calcular errado

Essa é uma das consequências do erro anteriormente citado. Quando os cálculos são realizados de maneira errada, muitas vezes por pessoas que não são da área, os riscos para a empresa são enormes: é possível sofrer com auditorias e multas, colocando em risco a sequência das atividades.

Esses erros de contabilidade se dão por conta da atuação de profissionais inexperientes, mas também por conta de questões como cansaço e acúmulo de tarefas. Novamente, profissionais experientes são a solução para o problema.

6. Descuidar da emissão de notas fiscais

Outra origem de multas desnecessárias das empresas brasileiras é a emissão inadequada de notas fiscais. Quando não existe uma rotina de emissão e controle delas, a tendência é que os erros apareçam e os problemas também.

Para tanto, é preciso considerar soluções como a adoção de um padrão a ser seguido pela equipe. Agrupando tarefas similares você otimiza o tempo e diminui a incidência de erros. Considere também o uso de softwares de emissão e gestão de NFE’s.

Agora que você conhece os principais erros de contabilidade, confira mais um de nossos posts: Aprenda a reduzir riscos tributários e não ser pego de surpresa!

Sobre o autor

Eficiência Fiscal

Somos uma empresa de outsourcing em gestão tributária PIS, COFINS e ICMS com foco em 3 operações, nas operações de compra, manutenção de itens e venda de mercadorias. Em resumo, possibilitamos que as empresas de nossos clientes possam se dedicar totalmente à suas áreas de especialidade, ou seja, em seu core business e contar com o nosso conhecimento qualificado em gestão tributária para obtenção de resultados cada vez melhores, a um custo muito inferior daquele que seria necessário para manter um departamento desses dentro da empresa ou contratação de consultores externos. Através de uma substancial base de regras fiscais e uma inovadora tecnologia em inteligência artificial, nós buscamos resolver o problema da falta de conhecimento qualificado para lidar com toda essa complexidade da nossa legislação tributária, que muitas vezes é potencializada pelo elevado volume de itens em transações com incidências tributárias, seja transações de compra ou de venda.

Deixar comentário.

Share This