Fiscal

Quais ações impactam em redução fiscal para minha empresa?

Escrito por Eficiência Fiscal

Se a demanda pela redução nos impostos é unânime entre todas as empresas, ela se torna ainda mais necessária para as empresas menores, pois sua sobrevivência depende, em grande parte, da economia nos gastos.

Obter redução fiscal é uma excelente maneira de otimizar o fluxo de caixa, minimizando o impacto negativo que o pagamento elevado de tributos provoca nas finanças.

Observe, a seguir, algumas ações que vão contribuir para a redução fiscal dentro de sua empresa!

Elaborar um bom planejamento tributário para a empresa

Uma das primeiras dicas dos especialistas para que se obtenha redução fiscal é que o gestor se concentre, antes de tudo, em elaborar um planejamento tributário eficiente.

Esse planejamento não deve ser feito sem a orientação de um profissional do setor contábil/fiscal, já que ele compreende toda a legislação tributária e pode avaliar melhor seu negócio, para sugerir as melhores medidas.

O planejamento tributário contempla, entre outras coisas, a escolha do regime ideal de tributação:

A maior parte das empresas menores opta pelo Simples Nacional. O funcionamento dele é basicamente este: o pagamento dos tributos mais importantes acontece de forma conjunta, com uma alíquota única, por meio de uma guia de recolhimento chamada DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Os outros regimes apresentam suas próprias características, sendo que o Lucro Real pode ser usado em suas modalidades Lucro Anual ou Lucro Trimestral.

Estudar possibilidades de obter redução fiscal com incentivos

Para microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) optantes pelo Simples Nacional, nem sempre é possível se valer de incentivos fiscais para obter redução fiscal. Como o Simples Nacional já reduz bastante o impacto tributário, o governo direciona a maioria dos incentivos para empresas do Lucro Real e/ou Lucro Presumido.

Eles podem ser federais, estaduais e até municipais. Os mais conhecidos são, geralmente, os regionais, usados para ajudar a economia de determinadas regiões do Brasil — como Nordeste, Norte ou Sul — a crescer.

Redução de ICMS e ISS

Existem incentivos fiscais como o PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador) e outros, feitos para promover a inovação tecnológica. Alguns podem ajudar as empresas menores a conseguir redução fiscal e se referem ao pagamento de ICMS (estadual) e ISS (municipal). Vale dizer que muitos bens e serviços prestados por ME e EPP não estão sujeitos a substituição tributária ou antecipação do recolhimento correspondente.

Benefícios em licitações e exportações

Em licitações, empresas menores têm direito a uma seleção exclusiva e obrigatória para determinadas contratações. Optantes pelo Simples que exportam podem ultrapassar o limite da receita bruta de vendas ao exterior em até duas vezes.

A redução na conta de energia também é um incentivo a que praticamente todas as empresas têm direito.

O importante é ter um profissional competente que identifique todas as oportunidades possíveis.

Manter controle sobre todas as declarações tributárias

Controlar todas as suas obrigações fiscais e acessórias ajuda a empresa a obter redução fiscal, na medida em que evita erros de cálculo ou de preenchimento de informações que geram multas.

O armazenamento dos documentos fiscais, por exemplo, é uma obrigação que, se não for cumprida, pode implicar pesadas multas para sua empresa — imagine pagar R$ 1.000,00 por cada nota perdida?

Um software de gestão fiscal certamente ajuda o gestor a manter em ordem suas contas tributárias e registros fiscais, evitando cálculos e informações erradas que comprometam o caixa da empresa e chamem resultem em fiscalização pelas entidades responsáveis.

Como vai a sua empresa? Tem aproveitado as boas oportunidades de redução fiscal? Se achou este post interessante, confira como diminuir os custos da empresa por meio da gestão fiscal e saiba mais sobre o tema!

Sobre o autor

Eficiência Fiscal

Somos uma empresa de outsourcing em gestão tributária PIS, COFINS e ICMS com foco em 3 operações, nas operações de compra, manutenção de itens e venda de mercadorias. Em resumo, possibilitamos que as empresas de nossos clientes possam se dedicar totalmente à suas áreas de especialidade, ou seja, em seu core business e contar com o nosso conhecimento qualificado em gestão tributária para obtenção de resultados cada vez melhores, a um custo muito inferior daquele que seria necessário para manter um departamento desses dentro da empresa ou contratação de consultores externos. Através de uma substancial base de regras fiscais e uma inovadora tecnologia em inteligência artificial, nós buscamos resolver o problema da falta de conhecimento qualificado para lidar com toda essa complexidade da nossa legislação tributária, que muitas vezes é potencializada pelo elevado volume de itens em transações com incidências tributárias, seja transações de compra ou de venda.

Deixar comentário.

Share This